Sabesp disponibiliza no site período em que morador terá redução de água


FONTE: FOLHA DE DE SÃO PAULO, Atualizado em 30/01/2015 às 01h14

Em meio a maior crise hídrica já vivida na região, a Sabesp disponibilizou uma página em seu site para informa aos clientes da Grande São Paulo e da capital paulista os dias e os horários em que a pressão na rede de distribuição de água será reduzida.

A redução da pressão nas tubulações é uma das principais apostas do governador Geraldo Alckmin (PSDB) para economizar água diante da falta de chuva significativa nos reservatórios.

Pelos dados do site da companhia, os moradores de Aricanduva, na zona leste de São Paulo, por exemplo, têm redução de água diariamente das 13h às 7h, isto é, 18 horas por dia de restrição no fornecimento de água. A média em toda a região metropolitana é de 14 horas e 20 minutos com menos água nas torneiras.

De acordo com a companhia, a diferença entre o período de redução de pressão em cada região se deve às características topográficas, tamanho da população e característica da tubulação enterrada do local.

Algumas pessoas, porém, afirmam que a falta de água ultrapassa o período apontado pelo site. Em São Miguel Paulista, por exemplo, a Sabesp aponta redução de pressão entre as 17h e à 0h, mas o morador Wilian Marques Miron afirma que a falta de água dura períodos ainda maiores.

"Todo dia, por volta das 17h, 18h, acaba a água, mas ela volta só às 9h, 10h do dia seguinte. Nunca volta à meia-noite. Já aconteceu da água acabar às 15h da sexta-feira e voltar apenas na segunda. Também tem alguns dias em que a água é tão fraca que não consegue nem encher a caixa d'água", afirmou.

SAIBA COMO CONSULTAR

Para saber o horário em que sua região pode ficar sem água, o consumidor deve acessar o site da Sabesp, entrar no ícone redução de pressão e fazer a busca pelo município e pelo bairro.

Como a Sabesp divide a cidade de forma diferente dos critérios da prefeitura, alguns distritos não constam em seu site para consulta. Nesse caso, o consumidor pode ligar para o número 195 (telefone de emergência da companhia), selecionar a opção 8 e informar o RGI (código de seu imóvel), presente na sua conta mensal de água.


[Recursos hídricos]

Conta de água sobe 13,8% em Maio

[Recursos hídricos]

Câmara aprova multa de R$ 250 a quem desperdiçar água em São Paulo

[Recursos hídricos]

Grande São Paulo tem, em média, 14 horas de torneira seca ao dia

[Notícias anteriores]