Ed. Cond. Queen's Garden


Em Abril de 2010, o Ed. Cond. Queen’s Garden  enfrentava enormes desafios:

-Alto índice de inadimplência: 21%,

-Baixo caixa para manutenção,

-Desvalorização do patrimônio: preço de venda abaixo do mercado e dificuldade em alugar unidades.

-Diversos problemas estruturais: infiltrações e vazamentos, alto custo de manutenção,  excesso de mão-de-obra e insatisfação geral dos moradores,

“Não seria possível reverter esta situação, sem antes compreender as causas raízes que levaram um Condomínio, razoavelmente novo, a este estado crítico.” – Mauro Assano, Síndico eleito em Abril/2010.

Para compreender a evolução da saúde financeira do Condomínio, que saiu de um largo fundo de reserva para um caixa negativo em 2009, foram avaliados os balancetes dos últimos 10 anos e foram coletados dados de outros condomínios semelhantes (quantidades de unidades, de torres e instalações).

A grande surpresa foi que os custos do Queen’s Garden
não eram superiores aos demais condomínios, então onde estava o problema?

Por meio de indicadores quantitativos e qualitativos, monitorados pelas soluções de automação implementadas, percebeu-se que que havia espaço para redução de custos e melhoria de serviços. Foi constatado que as soluções de automação, não apenas melhoraram a qualidade dos serviços, mas substituíram sistemas antigos e ineficientes, reduzindo custos de manutenção, horas extras e também a média de consumo.

“As soluções de monitoração e controle implementadas no Queen’s Garden
resultaram em redução de custos fixos e possibilitaram uma previsão
orçamentária mais acertada. Com isto conseguimos provisionar
recursos para as obras de valorização patrimonial.”

Segundo David, membro do conselho fiscal nos últimos 4 anos, "a solução de automação e sensoriamento trouxe estabilidade e previsibilidade ao Queen’s Garden, que em tempo de crise energética e de abastecimento,  reduziu em 2014 mais de 20% das despesas com energia elétrica e desde Setembro/14 mais de 50% das despesas com água.”

O resultado é mensurável: equiparação da valorização do patrimônio com a faixa superior do mercado (venda e aluguel), reajustes da taxa condominial inferiores à inflação/ICON durante os últimos 3 anos, mais serviços e comodidade para os condôminos, mais tranquilidade e conveniência para seus administradores.

 

* ICON (12 meses) - Acumulado no mesmo mês do ano de reajuste.

** IPCA/IBGE 12 meses (ano calendário) anterior ao ano do reajuste.

***Em 2012 não houve reajuste para compensar o alto reajuste de 2011.


[Novidades]

Ed. Cond. Queen's Garden

[Notícias anteriores]